PROJETO URBANO PARA TOULOUSE, França
[gallery columns="1" ids="737,738,739,740,741,742"]
Desenvolvido na École Nationale Supérieure de Toulouse, o projeto urbano repensa o bairro de Saint Michel, próximo ao centro histórico da cidade. Uma região predominantemente residencial, cujas construções - casas e prédios de três a cinco andares- concentram-se no perímetro de suas quadras. Com isso, o amplo interior das mesmas torna-se um espaço subutilizado, restrito apenas aos moradores. O intuito do projeto foi promover uma maior ligação entre os centros de quadra (Coeur d’ilôts) e a cidade. Para garantir a sua utilização, foi determinada uma hierarquização destes espaços livres públicos considerando os horários de abertura, as atividades realizadas e o público alvo. Percursos entre esses equipamentos de lazer nos centros da quadras confere uma maior conectividade ao projeto. Além de ligar dois parques importantes na cidade, estabelecendo um eixo verde, equipamentos como uma biblioteca local e quadras poliesportivas seriam criados ao longo do caminho. O interior das quadras se tornaria um palco para a experimentação arquitetônica em Toulouse, com a criação de concursos de arquitetura para os novos equipamentos. Isso é particularmente interessante para a cidade visto que a legislação local impõe restrições sobre a materialidade e a morfologia dos prédios voltados para a rua, com o objetivo de preservar uma ambiência tradicional urbana. O projeto chegou a escala do edifício, na qual cada participante do grupo desenvolveu um projeto para um edifício multifamiliar. Neste projeto, há diferentes tipologias de apartamentos e cada um possui uma forma própria. A fachada revela as diferentes tipologias através da cor, de avanços e reentrâncias.