MERCADO EM CASABLANCA, Concurso de Ideias [AC-CA]
[gallery ids="801,802,803,804"]
O objetivo do projeto foi pensar um mercado que atendesse às necessidades dos locais e trouxesse a uma nova identidade para o centro de Casablanca. Promover uma releitura da imagem e da cultura marroquina contemporânea. O mercado se tornaria um marco, um ícone na paisagem. Um lugar que promova o encontro e a troca entre o local e o estrangeiro. Uma pesquisa sobre os principais produtos e recursos do país revelou a importância das indústrias têxteis e de alumínio. A fim de contribuir para essas atividades locais, a fachada é composta por tiras de alumínio, organizada em intervalos rítmicos - aberturas esbeltas que permitem ventilação natural para o interior. Esta solução também alude ao movimento delicado do véu e à semi-transparência do tecido. Essas camadas são gradualmente desdobradas ao penetrar o prédio. Do lado de fora, é possível visualizar o mercado. As brechas na sua pele revelam parcialmente o seu conteúdo, embora nunca esteja completamente exposto. Uma vez dentro do mercado, somos envolvidos pela intimidade do pátio embora ainda sejamos capazes de ver o movimento das ruas ao redor. Há um constante contraponto entre o que está escondido e o que está sendo mostrado. O ponto mais alto do mercado é orientado para a Meca e também oferece uma visão geral da Medina, o centro da cidade de Casablanca. O piso superior oferece um ponto de contemplação. Torna-se, portanto, um ponto religioso assim como um ponto turístico. À noite, o mercado se acende como uma lâmpada brilhando pelo deserto. Como os nômades, que preferem viajar de noite para que seus caminhos possam ser guiados pelas estrelas, o nosso mercado deve ser um ponto luminoso e norteador nesse o labirinto formado pelas vielas de Casablanca.

Ficha Técnica

Parceria Anna Guanziroli, Gustavo Andrade